Canal Jornalismo Publicidade

Loading...

sábado, 17 de maio de 2008

http://liu.pedreiraa.googlepages.com/

Equipe: Lissandra Pedreira e Rosane Almeida

quarta-feira, 14 de maio de 2008

videocast



Equipe: César Pinto - Fábio Gargur - Raimundo Júnior - Sandro Sales e Thássio Wheidder

podcast

 estopilves - oharadiuu


Equipe: César Pinto - Fábio Gargur - Raimundo Júnior - Sandro Sales e Thássio Wheidder

HOTSITE

http://tecnologianojornalismo.googlepages.com/

Equipe:
Adelia Felix
Débora Souza
Laura Fernandes
Maria Aparecida Brito
Pauliane Souza

Cartaz



Equipe:
Andréa Freitas
Carolina Guedes
Monise Alves
Roberto Veiga

Cartaz da mídia



Equipe:
Camila Valladares
Larissa Meira
Lucas Franco
Rafael Ribeiro
Técio Martins
Rádio Estôpow

juniortui.googlepages.com


RÁDIO ESTÔPOW

Equipe: César Pinto - Fábio Gargur - Raimundo Júnior - Sandro Sales e Thássio Wheidder

Roteiro - Velhas e Novas


Novas tecnologias, como RSS, podcast, vídeocast, alertas, blogs, acesso por PDA, são constantes nas rotinas de leitores da internet. Na grande imprensa, esse tipo de tecnologia começou a ser utilizada e está trazendo grandes benefícios à otimização da informação, da instantaneidade e da amplitude de alcance.
Empresas começam a inserir essas tecnologias na sua produção e têm resultados positivos. Por exemplo, a diversidade crescente de público, principalmente no acesso
e download de podcast.
De acordo com Raphael Perret, jornalista e mestre em informática, “o Globo Online transformou o formato da edição digital do jornal: do tradicional HTML a uma tecnologia nova, que dá ao leitor a impressão de que manuseia o diário”. “O Globo Online aposta com força na interatividade. Além de enquetes, fóruns de discussão e blogs, abrimos espaço para os leitores comentarem as notícias”, afirma Joyce Jane, editora chefe do Globo Online.

Fonte: http://www.jornalistasdaweb.com.br



Jornalismo e tecnologia: pioneirismo e contradições
Um breve relato da chegada da informatização nas redações catarinenses


Maria José Baldessar[1][1]
Universidade Federal de Santa Catarina


Resumo
A história do Jornalismo está diretamente ligada ao desenvolvimento de novas tecnologias e do uso delas no cotidiano. Desde a substituição das linotipos por máquinas off-set e, depois, das máquinas de escrever por computadores o cotidiano dos jornalistas tem mudado nas redações, bem como as características infra-estruturais dos locais de trabalho. Este artigo apresenta uma breve história da chegada dos computadores nas redações dos principais jornais de Santa Catarina e das mudanças ocorridas nas redações a partir desse evento.

Os avanços da ciência e tecnologia vivenciados na atualidade se refletem em todos os segmentos da sociedade. A cada dia, a busca de informações, sejam elas noticiosas ou não, aumenta sobremaneira, pois a posse da informação caracteriza uma forma de poder.
No decorrer do século XX, a humanidade presenciou o surgimento de diversas inovações na área da comunicação. Entre elas destacam-se o telefone, o rádio, o cinema, a televisão, o computador e, por fim, a Internet. Cada uma dessas inovações teve grande impacto em sua época e todas, sem exceção, continuam a existir e a exercer forte papel no cotidiano das pessoas.


Fonte: http://www.redealcar.jornalismo.ufsc.br


A internet é o meio mais eficaz e mais rápido de informações para o jornalista.
Desde sempre o Jornalismo esteve ligado à tecnologia. Os aparelhos de rádio, televisão, fotografia e os equipamentos para produzir materiais para estes suportes estão diretamente ligados a ela.
As grandes mudanças no cotidiano do jornalista começaram com a informatização das redações dos jornais e revistas. Com a introdução dos computadores a realidade do trabalho do jornalista passou a exigir maior qualificação, especialização crescente, modificações nas condições de trabalho e intensificação do trabalho.

CONTINUA....



Equipe (Jornalismo): Adelia Felix, Débora Souza, Laura Fernandes, Maria Aparecida Brito, Pauliane Souza